Medalla Real Cabernet Sauvignon é eleito um dos 5 melhores Cabernet Sauvignons em degustação às cegas.

2 de julho de 2014

Segundo publica√ß√£o da revista inglesa Drink Business, o vinho Medalla Real Cabernet Sauvignon 2010 est√° entre os cinco melhores na lista dos “Top 15 Cabernet Sauvignons”.

A lista é fruto do Concurso Global Masters Cabernet Sauvignon, organizado pela revista no mês de Maio, em Londres. Do concurso, participaram mais de 200 amostras de vinhos, de 9 países.

Os j√ļri do concurso, na sua maioria, foi composto por Master of Wine, como: Mark Savage MW of Savage Selection, Sebastian Payne MW of The Wine Society, Demetri Walters MW of Berry Bros & Rudd, Rebecca Palmer of Corney & Barrow, Justin Knock MW of Encirc, Vanessa Cinti of CUT at 45 Park Lane and Hugo Rose MW of the Wine Investment Association e os editores da revista, Patrick Schmitt e Lucy Shaw.

Abaixo, link completo da publicação:
http://www.thedrinksbusiness.com/2014/06/top-15-cabernet-sauvignons/?article-source=newsletter&source=898&date=2014-06-12

Lista dos 15 melhores Cabernet Sauvignon da revista Drinks Business:
1. Katnook Founder’s Block Cabernet Sauvignon 2010. Australia
2. Pascual Toso Reserve Cabernet Sauvignon 2009. Argentina
3. Torres Mas la Plana 2010. Espanha
4. Santa Rita Medalla Real Cabernet Sauvignon 2010. Chile
5. Bodegas La Rosa Finca La Escondida Reserve 2013 & Cientoquince CXV. Argentina
6. Voyager Estate Cabernet Sauvignon Merlot 2009 Austr√°lia
7. Taylors Promised Land Cabernet Sauvignon 2013. Austr√°lia
8. Terranoble Reserva Terroir Cabernet Sauvignon 2012. Chile
9. Savanha Naledi Cabernet Sauvignon 2011_ South √Āfrica
10. Terramater Altum Cabernet Sauvignon 2010. Chile
11. Cono Sur Single Vineyard Cabernet Sauvignon 2011. Chile
12. Cederberg Five Generations Cabernet Sauvignon 2011. South √Āfrica
13. Bird in Hand Cabernet Sauvignon 2010. Austr√°lia.
14. Jackson Family Wines Stonestreet Monument Ridge Cabernet Sauvignon 2010. USA
15. Wynns John Riddoch Cabernet Sauvignon 2010 & Black Label Coonawarra Cabernet Sauvignon 2008. Austr√°lia

O vinho Bueno Pinot Noir √© premiado no Concurso Mundial Bruxelas ‚Äď Edi√ß√£o Brasil 2014

25 de junho de 2014

Os resultados do 11¬ļ Concurso Nacional de Vinhos Finos do Brasil ‚ÄstConcurso Mundial Bruxelas-Brasil 2014 foram anunciados na noite do √ļltimo domingo, durante um jantar realizado para convidados no Cost√£o do Santinho, em Florian√≥polis.

O vinho Bueno Bellavista Estate Pinot Noir safra 2012 recebeu medalha de Ouro.

‚ÄúMuito nos orgulha esse resultado, que comprova a seriedade e qualidade que imprimimos em todos os vinhos do grupo Miolo‚ÄĚ, afirma Miguel Almeida, en√≥logo.

Os jurados (especialistas brasileiros e estrangeiros) degustaram às cegas e dentro dos critérios internacionais adotados pelo Concurso Mundial de Bruxelas (o maior concurso do mundo), nos dias 3 e 4 de junho.

O Bueno Bellavista Estate Pinot Noir, é um vinho delicado, equilibrado e complexo, com toda a expressão da uva Pinot Noir. Elaborado na região da Campanha-RS, fronteira com o Uruguai.

O tinto da Bueno Wines é elaborado pela MWG, em parceria com o narrador esportivo Galvão Bueno, também sócio do grupo Miolo.

Como baixar o aplicativo Miolo Terranova Moscatel no seu celular ou tablet

10 de junho de 2014

Como baixar o aplicativo Miolo Terranova Moscatel no seu celular ou tablet.

Miolo bate recorde histórico de vendas no mercado externo e é agraciada com o Prêmio Exportação RS

2 de junho de 2014

No pr√≥ximo dia 9 de Junho, a Miolo ser√° agraciada novamente com o Pr√™mio Exporta√ß√£o RS na categoria Destaque Setorial ‚Äď Vinho. O pr√™mio exporta√ß√£o RS √© realizado h√° 42 anos e √© considerado o maior evento do seu segmento no sul do pa√≠s, distinguindo as empresas que obtiveram os melhores resultados mercadol√≥gicos e desenvolveram estrat√©gias inovadoras para expor e comercializar seus produtos no mercado internacional.

‚ÄúO pr√™mio exporta√ß√£o RS √© o reconhecimento √† vis√£o estrat√©gica das empresas que contribuem para o fortalecimento socioecon√īmico do estado e do pa√≠s. √Č, portanto, uma honra para a Miolo, recebe-lo.‚ÄĚ afirma Ant√īnio Miolo, s√≥cio da Miolo Wine Group.

A Miolo segue na liderança brasileira na exportação de vinhos finos, pelo sétimo ano consecutivo, com resultados que superam o recorde histórico da empresa.

No primeiro quadrimestre de 2014, houve um crescimento de 375% no faturamento das exporta√ß√Ķes com rela√ß√£o ao mesmo per√≠odo do ano passado, o que corresponde a 1,8 milh√Ķes de d√≥lares vendidos.

A expectativa de fechamento do semestre √© um faturamento de 2,5 milh√Ķes de d√≥lares.

O resultado deve-se a um trabalho que vem sendo desenvolvido no mercado internacional há 10 anos, a excelente visibilidade do Brasil no atual momento, e a conquista da grande distribuição em redes como as inglesas Waitrose e Marks & Spencer, além de Delhaize (Bélgica), Netto (Alemanha), Khaufhof (Alemanha), Ahold Group (Holanda), Isetan (Japão) e Groupe Casino (França), e grandes empresas de cruzeiros marítimos, como a Viking Line.

Os vinhos e espumantes Miolo estão presentes em mais de 32 países, nos 4 continentes.

Miolo premiada na grande prova Vinhos do Brasil

6 de maio de 2014

A maior prova de vinhos brasileiros j√° feita no pa√≠s (856 r√≥tulos de 108 vin√≠colas de sete estados brasileiros) foi divulgada na Expovinis 2014, em S√£o Paulo. Apresentada na terceira edi√ß√£o do Anu√°rio Vinhos do Brasil, uma publica√ß√£o da Editora Baco e do Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho), lista os 20 melhores vinhos nacionais segundo a avalia√ß√£o √†s cegas de 12 especialistas. O j√ļri foi composto por representantes do Ibravin, da ABS (Associa√ß√£o Brasileira de Sommeliers), al√©m de jornalistas e profissionais especializados. Esta prova √© uma das a√ß√Ķes do Rio Wine and Food Festival, com curadoria de Marcelo Copello.

O Grupo Miolo ganhou com dois vinhos. Na categoria Pinot Noir o campe√£o brasileiro foi o RAR Collezione Pinot Noir 2011 de Campos de Cima da Serra/RS. A Pinot Noir √© uma das variedades que melhor se adaptou a estes planaltos, mostrando a sua aptid√£o para climas frios. O RAR Collezione Pinot Noir 2011 √© um vinho complexo e delicado, onde o breve amadurecimento em barricas de carvalho franc√™s, aumentou a eleg√Ęncia e lhe confere personalidade √ļnica.

Na categoria Tannat o t√≠tulo de campe√£o foi atribu√≠do ao Vinhas Velhas Tannat 2012, da regi√£o da Campanha Ga√ļcha. Este Tannat proveio do vinhedo de uvas finas mais antigo no Brasil, plantado em 1976. Este vinho revela-se robusto, muito potente e longevo, √© elaborado atrav√©s do processo de fermenta√ß√£o integral em barricas novas de carvalho franc√™s.

‚ÄúEsta premia√ß√£o vem coroar o nosso projeto Terroirs do Brasil, dentro do qual o Grupo Miolo produz vinhos em 4 regi√Ķes brasileiras (Vale do S√£o Francisco (BA), Vale dos Vinhedos (RS), Campanha Ga√ļcha (RS) e Campos de Cima da Serra (RS)‚ÄĚ, comemora Miguel Almeida, en√≥logo da empresa.

A publica√ß√£o Anu√°rio Vinhos do Brasil 2014 traz um panorama do setor do vinho brasileiro, das suas regi√Ķes produtoras e potencialidades enotur√≠sticas, sendo distribu√≠do no Brasil em mais de 100 postos e nas embaixadas brasileiras pelo Minist√©rio das Rela√ß√Ķes Exteriores (MRE).

Miolo Wine Group e Vi√Īa Santa Rita, firmam acordo de distribui√ß√£o de vinhos

2 de maio de 2014

Na próxima semana iniciará a distribuição dos vinhos Santa Rita, pela Miolo.

O acordo prev√™ a comercializa√ß√£o no Brasil dos vinhos Santa Rita, pela Miolo, e, a distribui√ß√£o dos vinhos Miolo no mercado internacional, pela Vi√Īa Santa Rita.

O hist√≥rico de sinergia entre Miolo e Santa Rita j√° tem mais de 3 anos, quando uma das vin√≠colas do grupo, a¬†Vi√Īa Sur Andino iniciou a elabora√ß√£o do vinho Costa Pac√≠fico para a Miolo, que j√° √© comercializado no Brasil. A Miolo, por sua vez, elabora o espumante Moscatel, sob a marca Terra Andina, na Vin√≠cola Ouro Verde, no Vale do S√£o Francisco ‚ÄďBA, para a distribui√ß√£o da Santa Rita no mercado internacional.

‚ÄúJ√° havia uma sinergia, e uma identifica√ß√£o entre os dois grupos, em fun√ß√£o da filosofia de trabalho das empresas Miolo e Santa Rita. O que fizemos foi estreitar nossos la√ßos para que tenhamos maior representatividade no mercado internacional, ao mesmo tempo em que aumentamos nosso portf√≥lio,‚ÄĚ afirma Adriano Miolo, diretor-superintendente do Grupo Miolo.

Os vinhos chilenos são os mais consumidos, na categoria importados, no mercado brasileiro. Para atender a essa demanda, a Miolo Wine Group passará a oferecer um portfólio mais completo e em diversas faixas de preços, desde R$ 25,00 na linha Costa Pacífico, até cerca de R$ 400,00 com o ícone, Casa Real. Farão parte do novo portfólio da Miolo: Na categoria Premium, a linha 120, e Santa Rita Reserva, na categoria Super Premium, o Medalla Real, na categoria Ultra Premium, o Santa Rita Triple C e o Pehuén, além do ícone, Casa Real.

‚ÄúEstamos muito satisfeitos com a parceria entre Santa Rita e Miolo, porque acreditamos no potencial do mercado brasileiro e no trabalho desenvolvido pela Miolo no segmento de vinhos,‚ÄĚ afirma Andr√©s Lavados, diretor de exporta√ß√£o.

A vinícola Santa Rita é a maior vinícola chilena, em participação de mercado no Chile, e uma das principais exportadoras de vinhos super premium. Está presente em 75 países nos 5 continentes, e no mercado brasileiro há mais de 20 anos.

Miolo Millésime Brut é eleito o melhor espumante elaborado pelo método tradicional do Hemisfério Sul

25 de abril de 2014

O crítico inglês Steven Spurrier, idealizador do Julgamento de Paris, coordenou degustação às cegas com espumantes brasileiros e de cinco países do novo mundo

O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) promoveu hoje na sede do Fecom√©rcio em S√£o Paulo, o Painel de Avalia√ß√£o de Espumantes do Hemisf√©rio Sul com o objetivo de exaltar as potencialidades e avaliar diferen√ßas entre os espumantes produzidos nos pa√≠ses deste hemisf√©rio. As degusta√ß√Ķes foram conduzidas pelo jornalista ingl√™s Steven Spurrier. O consultor, produtor e degustador internacional est√° entre as personalidades mais respeitadas no mundo do vinho.

A degustação foi dividida por método de elaboração (charmat e tradicional), realizada às cegas por jurados escolhidos por Spurrier e acompanhados de especialistas do segmento. A escolha dos espumantes brasileiros ficou a critério do inglês Steven Spurrier.

O Miolo Mill√©sime Brut foi eleito o melhor espumante na categoria¬†champenoise, do Hemisf√©rio Sul. Elaborado pelo m√©todo tradicional, com uvas Chardonnay e Pinot Noir, cultivadas nos vinhedos da fam√≠lia Miolo em S√£o Gabriel, no Vale dos Vinhedos, regi√£o que d√° origem a um dos melhores espumantes do Brasil. Possui o selo de ‚ÄúDenomina√ß√£o de Origem Vale dos Vinhedos‚ÄĚ (DOVV) e √© premiado com diversas medalhas em concursos nacionais e internacionais. Miolo Mill√©sime Brut √© um espumante delicado, fresco e equilibrado com¬†perlage fino e persistente, e elegante final de boca.

Ao final da degustação, Spurrier traçou um panorama de cada país e comentou as tendências do mercado de espumantes.

O evento serviu para confirmar a qualidade do espumante brasileiro, fortalecendo ainda mais a imagem de país produtor dos melhores espumantes do hemisfério sul.

Quem é Steven Spurrier

Steven Spurrier nasceu em 1941, em Londres, onde, em 1964, como estagiário, começou no comércio de vinhos. Em 1970, foi morar em Paris, tornando-se dono da Les Caves de la Madeleine, uma pequena loja de vinhos no centro da cidade que alcançou rapidamente o reconhecimento como um dos mais inovadores varejos da capital francesa. Em 1973, abriu a L’Academie du Vin Frances, uma escola privada de vinhos.

Mas sua fama internacional correu o mundo em 1976, quando conduziu o conhecido e hist√≥rico ‚ÄúJulgamento de Paris‚ÄĚ, confrontando, em uma degusta√ß√£o √†s cegas, vinhos tintos e brancos californianos contra os melhores exemplares de Bordeaux e Borgonha. O resultado da degusta√ß√£o, que tinha nove ju√≠zes franceses, surpreendeu a todos: um Chardonnay e um Cabernet Sauvignon da Calif√≥rnia venceram os tradicionais r√≥tulos franceses.

Em 1988, Spurrier vendeu suas empresas e retornou a Londres, onde tornou-se um consultor de vinho e jornalista. √Č tamb√©m consultor e editor da revista Decanter.

RAR Pinot Noir é eleito um dos 20 melhores rótulos nacionais

25 de abril de 2014

O RAR Pinot Noir, da Miolo Wine Group, foi eleito um dos 20 melhores rótulos nacionais e conquistou 86 pontos na maior degustação já feita no país. Este vinho é proveniente de Campos de Cima da Serra (RS), e é fruto de uma parceria com o empresário Raul Anselmo Randon.

O Pinot Noir √© uma das variedades que melhor se adaptou √† regi√£o de Campos de Cima da Serra/RS, com vinhedos plantados a 1.000 metros de altitude. Beneficiou-se de um clima diferenciado que est√° entre os mais frios do Brasil. Este vinho, envelhecido durante um ano em barricas novas de carvalho franc√™s, revela-se com eleg√Ęncia e personalidade √ļnicas. Devido √† sua maior acidez e estrutura, este Pinot Noir suporta comidas mais untuosas e suculentas. Al√©m de acompanhar carnes brandas no condimento e carnes grelhadas, camar√£o na moranga, massas com molhos de tomate e de queijos mais leves, queijos macios e n√£o arom√°ticos, acompanha tamb√©m de carnes de ca√ßa e peixes gordos como tambaqui.

A maior prova de vinhos do Brasil escolheu os 20 melhores rótulos nacionais na maior degustação já feita no país (856 rótulos de 108 vinícolas de sete estados brasileiros). O resultado foi divulgado nesta quarta-feira, na Feira Expovinis, em São Paulo. A terceira edição do Anuário Vinhos do Brasil 2014, (uma publicação da Editora Baco e do Ibravin Instituto Brasileiro do Vinho), lista os 20 melhores vinhos nacionais segundo a avaliação de 12 especialistas.

Grupo Miolo se destaca no 7¬ļ Concurso Internacional de Vinhos do Brasil

15 de abril de 2014

Empresa conquistou 8 medalhas no concurso, consolidado como o maior da América Latina e um dos mais reconhecidos do mundo.

A maior edi√ß√£o do evento registrou 709 amostras de 18 pa√≠ses, de todos os continentes. Realizado de 8 a 11 de abril no Hotel & SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos, na Serra Ga√ļcha, reuniu um painel internacional de 66 degustadores de 11 pa√≠ses, que concederam 212 medalhas, sendo 88 de Ouro e 124 de Prata, somando 30% do total de amostras inscritas conforme rege as normas internacionais.

A Miolo recebeu Medalha de Ouro nos vinhos Vinhas Velhas Tannat e Miolo Reserva Tannat, ambos elaborados na Campanha, RS. Na categoria Medalha de Prata foram premiados os espumantes elaborados pelo método champenoise Miolo Millésime Brut e Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé elaborados no Vale dos Vinhedos, RS e os tintos Testardi Syrah (elaborado no Vale do São Francisco, Bahia) e Bueno Paralelo 31 (elaborado na Campanha, RS). Na categoria importados, recebeu mais duas Medalhas de Prata com o Montecillo Gran Reserva, um tradicional vinho de Rioja, Espanha e com o Costa Pacífico Shiraz, elaborado na Região de Valle Central, Chile.

Os vinhos e espumantes do Grupo Miolo competiram com um total de 709 amostras de 18 pa√≠ses (√Āfrica do Sul, Alemanha, Argentina, Austr√°lia, Bol√≠via, Brasil, Chile, Espanha, Estados Unidos, Fran√ßa, Gr√©cia, Hungria, Israel, It√°lia, M√©xico, Nova Zel√Ęndia, Portugal e Uruguai) representaram terroirs de todos os continentes. √önico no Brasil com a chancela da Organiza√ß√£o Internacional da Uva e do Vinho (OIV) e da Uni√£o Internacional de En√≥logos (UIOE), o concurso √© promovido pela Associa√ß√£o Brasileira de Enologia (ABE), em parceria com a INNER Editora.

Miolo Cuvée Giuseppe Chardonnay é premiado no 21ª concurso Chardonnay du Monde

27 de março de 2014

O tradicional concurso franc√™s, Chardonnay du Monde, realizado de 12 a 15 de mar√ßo no Ch√Ęteau des Ravatys, na regi√£o da Borgonha, concedeu Medalha de Prata ao Miolo Cuv√©e Giuseppe Chardonnay 2012. Cerca de 300 degustadores, de 40 nacionalidades, elegeram o branco da Miolo em um universe de aproximadamente 800 amostras.

Cuv√©e √© um termo franc√™s para ‚Äúcorte‚ÄĚ, que representa a ess√™ncia do Miolo Cuv√©e Giuseppe Chardonnay, um corte de diferentes parcelas de chardonnay, selecionadas nos vinhedos da fam√≠lia no Vale dos Vinhedos. Parte do vinho √© vinificado em barris de carvalho franc√™s, o que confere ao vinho aromas amanteigados e de baunilha. √Č um branco potente, de grande volume de boca e complexidade.